“Netos postiços” do Goebbels, ministro de Hitler, são hoje bilionários


13 Março 2014 âNetos postiçosâ do Goebbels, ministro de Hitler, são hoje bilionários

Os descendentes “postiços” de Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Adolf Hitler, são hoje bilionários, de acordo com uma investigação da Bloomberg. Esse imenso patrimônio, no entanto, não foi construído por Goebbels, mas pelo primeiro marido de sua esposa Magda, o avô biológico, Guenther Quandt.

Quandt era dono de várias indústrias que forneciam diversos tipos de produtos ao governo nazista, entre eles uniformes e armas. De acordo com o trabalho do professor de história Joachim Scholtyseck, entre 1940 e 1945, as fábricas da família Quandt tinham contavam com o trabalho de 50 mil pessoas – civis que realizavam trabalhos forçados, prisioneiros de guerra e trabalhadores de campos de concentrações. O estudo de Scholtyseck também indica que Quandt se apropriou dos ativos de empresários judeus. Após o término da Segunda Guerra Mundial, Guenther Quandt foi julgado como apoiador do regime nazista, mas sem estar formalmente envolvido com os crimes do regime.

Herber (filho do primeiro casamento de Guenther) e Harald (seu filho com Magda) herdaram a fortuna do pai, o que incluía a participação na empresa de carros Daimler. Mais tarde, eles compraram parte da BMW. A família de Herbert, que se casou três vezes e teve ao todo seis filhos, tornou-se a acionista majoritária da BMW após a década de 1960. Já as filhas de Harald (cinco ao total, porém uma morreu em 2005) tiveram uma participação menor nas ações da BMW, mas mesmo assim possuem fortuna avaliada em torno de US$ 6 bilhões pela Bloomberg.

Magda se divorciou de Guenther Quandt em 1929. Dois anos depois, ela casou com Joseph Goebbels. Depois que o partido nazista tomou o poder em 1933, o seu líder, Adolf Hitler, indicou Goebbels como o ministro da propaganda do Terceiro Reich. Hitler foi padrinho do casamento dos dois. Após a derrota da Alemanha na Segunda Guerra, Magda e Goebbels cometeram suicídio e, antes, envenenaram seus seis filhos, em 1945. Guenther Quandt morreu em 1957. Seus filhos também não estão mais vivos: Herbert morreu em 1982 e Harald em 1967, aos 45 anos, em um acidente de avião na Itália.

Um fato interessante é que uma das filhas de Harald, Colleen-Bettina Rosenblat-Mo, hoje designer de joias, se converteu ao judaísmo, em Nova York, aos 24 anos. Ela foi casada com Michael Rosenblat, um empresário judeu-alemão, cujo pai sobreviveu a um campo de concentração. Eles se divorciaram em 1997, e ela se casou depois com Frode Mo, unm jornalista norueguês.